É tão difícil…

Cada dia que passa as coisas tornam-se mais difíceis, as saudades aumentam, a dificuldade em sorrir é maior e o vazio cresce.
O dia é vivido á espera do momento em que posso ouvir a tua voz, falar contigo é aquilo que espero dia após dia.
Ver-te e estar contigo seria o céu, ou o inferno… Essa era a minha dúvida, ontem ficou esclarecida, vi-me no Inferno.
Evitei o teu olhar o máximo de tempo que pude, mas foi impossível resistir até ao fim… Pedir-te para ires embora, quando na realidade, queria dizer fica comigo.
Dizer não me toques, quando queria era que me abraçasses novamente.
Queria estar de novo nos teus braços e esquecer simplesmente que o mundo lá fora existia.
Senti-me completamente perdida, entre o dever e o querer. Entre o correcto e o que me ia fazer sentir bem…
Ver-te sair pela porta mais uma vez, foi doloroso, mais doloroso que nunca. Foi o reviver todos os bons momentos e saber que o fim chegou realmente, mas que o meu sentimento continua aqui. Que te amo e que só te quero ver bem.
As lágrimas, essas foi impossível contê-las, há momentos em que devemos deixá-las correr livremente de forma a libertarmos o peso que sentimos na alma.
Sinto que estou no fundo do poço, que não há ninguém que possa ocupar este lugar que é teu. Mas sei que isso vai passar, vai demorar o seu tempo, ainda vão rolar muitas lágrima, ainda vai haver alguma recaida, mas hei-de dar a volta por cima e voltar a sorrir.
Mas agora, hoje, neste momento, só me apetece chorar, ficar no meu canto a pensar em ti, em nós…
Porque é realmente muito difícil viver sem a pessoa especial…

Como me sinto :’-(

Criatura…

Sinto tanto a tua falta…

Não sei onde ir buscar mais forças para aguentar isto tudo…

Sinto-me completamente perdida, cansada…

Fingir alegria quando não a sinto…

Suster lágrimas que teimam em aparecer, com vontade de rolar de forma desgovernada e nos momentos mais estranhos…

Tantas saudades das tuas palavras, dos teus carinhos…

Perdido…

Perdido...

Imagem