………

Vídeo

Perdóname – Pablo Alborán y Carminho

Para a despedida…

Vídeo

Mais uma……..

Estou triste, em baixo, cansada… Terminou, chegou o momento que tanto tentei adiar… Por muito que soubesse que tal era inevitável, não deixa de doer e de ser difícil gerir o que sinto.
Foi terrível ter que me fazer de dura e forte no momento da conversa final, enquanto as tuas lágrimas corriam pelo teus rosto. As minhas tiveram tanta vontade de fazer exactamente o mesmo mas tive que me controlar para não o fazer, não seria justo para contigo. Um de nós tinha que se aguentar, por todos os motivos e mais alguns esse alguém teria que ser eu.
Não tem sido fácil controlar-me e aguentar-me, quando a vontade que tenho é de estar contigo, falar contigo, abraçar-te, sentir novamente o teu apoio. Tenho que fazer um esforço imenso para não desabar, sabia desde o ínicio que quando este momento chegasse isto não seria nada fácil para nenhum dos dois.
Se por um lado sinto necessidade de estar contigo, sei que o que realmento preciso é afastar-me de ti…
Cada chamada, cada conversa é uma tortura… Faz querer mais e mais…
Há palavras tuas que magoam tanto, sei que não o fazes por mal, mas magoa…
Dizer que tens sido um atraso na minha vida e que só me atrapalhas é um verdadeiro e enorme disparate… Tens sido um amigo, um confidente, o meu apoio, alguém muito importante para mim… Alguém que me ajudou, entendeu, apoiou… Fizeste-me crescer… Tenho raiva deste sentimento de impotência, desta maldita conspiração contra nós… Do cruzamento dos nossos caminhos nesta altura tão errada… Gosto tanto de ti, muito mesmo e sei que vou sentir falta de tanta coisa que se passou entre nós, mas por muito que nos custe o afastamento é realmente inevitável.
Perdoa-me por toda e qualquer confusão causada na tua vida, nunca foi essa a minha intensão…
Desejo-te tudo de bom, que a vida te sorria muito pois mereces mesmo.
E lembra-te que esta mancha negra que se abateu, em breve vai-se desvanescer e o sol vai brilhar novamente…

Os Meus Sentimentos Hoje!!!!

Incerteza ou Certeza

Estou a viver um momento confuso e turbolento… O coração pede uma coisa mas a cabeça manda fazer outra completamente diferente.
Se por um lado o coração me diz para viver e aproveitar aquilo que estou a viver, a cabeça e a razão dizem-me que é pouco e incorrecto…
Se por um lado quero continuar a sentir o que sinto, por outro lado sei que o que sinto me faz mal…
Sei que para além de mim há mais alguém que sofre com tudo isto e isso preocupa-me mais do que aquilo que eu realmente sinto…
Já estou habituada a dar a volta por cima, nas situações mais complicadas e variadas…
Não é fácil tomar uma decisão, qualquer uma delas implica dor…
Uma implica prolongar e retardar o inevitável…
A outra significa sofrer já e começar a lutar por um novo rumo…
Se o que sinto me faz bem, tenho consciência que não, pois não tem futuro…
Mas queria agarrar-me a isso, porque tenho vivido momentos tão bons e sinto um apoio imenso como já não sentia á muito tempo.
Mas tudo isto vai ter que terminar, por isso será que vale a pena evitar o inevitável?! Ou devo infrentar o “Touro pelos Cornos”?!